Avatar do usuário
Por CarolSoFr
Quantidade de postagens
#122305
Diante do hodierno cenário brasileiro, é indubitável que a importância das minorias sociais na composição da política brasileira deve ser debatida. Segundo Hannah Arendt, o poder pertence a um grupo. Hodiernamente, no Brasil, é perceptível que esse grupo não inclui minorias sociais, o que faz com que a participação deles nos cargos de poder seja precarizada e eles sejam sub-representados, fazendo com que seus direitos e rogativas não sejam atendidos. Assim, é importante que o minorativo social seja estruturado na política do país para que eles sejam atendidos e reconhecidos no governo.

Em primeira análise, no ano de 2022, após as eleições, foi apurado que, dentre os 513 deputados eleitos, somente 144 pertenciam às minorias étnicas. Diante do exposto, é perceptível que a representação minoritária na política brasileira ainda é minimizada. Desse modo, ações de incentivo para a entrada desses cidadãos na política se fazem importantes no Brasil.

Ademais, durante a última eleição no ano de 2022, por exemplo, entre os legisladores eleitos para o Congresso, somente cerca de 26% eram pretos ou pardos, por mais que, na sociedade brasileira, em pesquisas recentes do IBGE, tenha sido exposto que esse mesmo grupo compõe 56% da população. Diante do exposto, vê-se a importância das minorias sociais para não haver a sub-representação e a diminuição dos seus direitos. Nesse viés, ações visando incentivar a participação das menoridades se tornam imprescindíveis no país.

Portanto, para haver um conjunto crescente de minorias sociais compostas no governo, é mister que o Poder Executivo — responsável pela execução da legislação brasileira —, por meio do Ministério dos Direitos Humanos, crie, nas comunidades, debates acerca da representação e participação de grupos socialmente inferiores na política nacional, para que, assim, mais cidadãos queiram estar presentes na política e, consequentemente, sejam melhor representados. Desse modo, com o aumento de indivíduos minoritários na composição da política nacional, o Brasil melhorará.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Seja apoiador!
Comentários
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido

No contexto atual do Brasil, muito se fala sobre c[…]

Desde a época da colonização e exploração das terr[…]

Intolerância religiosa

O artigo de número 5 da constituição garante a lib[…]

Dengue

A dengue vem aumentando casos gradualmente após ch[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Seu Cookie

O Corrija.com utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.