Avatar do usuário
Por Nessy
Quantidade de postagens
#124038
John Locke, filósofo inglês, destaca que é dever do Estado assegurar os direitos e o bem-estar da população. todavia, em virtude da arquitetura Steve exclusão de pessoas em situação de rua ser uma realidade na sociedade brasileira, é válido reconhecer como poder público não atua de modo efetivo e, pior, não exerce o papel social - conforme os ideais de John Locke . Nessa lógica é possível analisar nesse caso o governamental é desigualdade social como impulsionadores de problema.
Sob esse viés, é imperioso analisar ausência de medidas governamentais para combater o descaso governamental. De acordo com o artigo 1º da declaração universal dos direitos humanos, todos os indivíduos nascem livres e iguais e dignidade e direitos Porém esse preceito não é concretizado na sociedade o estado não cria medidas públicas voltadas ao descaso governamental e, como consequência dessa negligência, arquitetura hostil não apenas falem resolver a complexa à questão das pessoas em situação de rua mas também impacta negativamente a relação do indivíduo com o espaço público . Dessa forma, fica claro, que as autoridades com urgência precisam mudar o seu posicionamento diante de impasse.
Ademais, é crucial explorar o efeito da desigualdade social como outro agente influenciador do revés. De acordo com o sociólogo Pierre bordieu, As instituições, cujo dv é promover a democracia, não devem se converter em instrumento de violência simbólica ponto diante desse pressuposto, percebe-se que a arquitetura hostil influencia na relação do indivíduo com o espaço público impede que seus equipamentos sejam plenamente utilizados como a simples atividade de sentar em um banco e descansar desfrutando assim da sombra de uma árvore. Destarte, tudo isso retarda resolução do empecilho, já que é desigualdade social contribui para a perpetuação desse cenário caótico.
Urge, portanto, a necessidade de impedir o avanço do imbróglio. Dessa maneira, cabe ao estado instituição soberana e garantidor de direitos fundamentais a realização de palestras que ressaltem sobre como a inclusão Urbana e a arquitetura inclusiva podem ser acessível para todas as pessoas, incluindo pessoas com deficiência, idosos e pessoas em situação de rua. Essas ações devem ser realizadas por meio do amplo apoio dos poderes estaduais e municipais, com intuito de atender o descaso governamental e promover a consciência e criticidade e aos indivíduos. A partir disso será possível chegar próximo à realidade exposta por John Locke.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Seja apoiador!
Comentários
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido

No contexto atual do Brasil, muito se fala sobre c[…]

Desde a época da colonização e exploração das terr[…]

Intolerância religiosa

O artigo de número 5 da constituição garante a lib[…]

Dengue

A dengue vem aumentando casos gradualmente após ch[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Seu Cookie

O Corrija.com utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.