Avatar do usuário
Por FernandaL
Quantidade de postagens
#125643
O Artigo 1° da Declaração Universal dos Direitos Humanos afirma que todos os seres humanos nascem iguais em direitos e em dignidade. No entanto, hodiernamente, não há um cumprimento efetivo dessa premissa a totalidade dos cidadãos, em destaque, o trabalho de cuidado realizado pelas mulheres. Sob esse viés, é necessário avaliar duas vertences em detrimento dessa problemática: não reconhecimento e invalidação de trabalho.
Sob esse prisma, a má formação acadêmica é um dos fatores da estigmatização referente as mulheres que, muitas vezes, por falta de estudo, são obrigadas a trabalharem apenas como domésticas em sua própria casa, sem receber nenhum reconhecimento ou remuneração. Nesse cenário, o escritor Orwell idealiza que todos somos iguais, mas uns são mais iguais que outros. De maneira análoga, esse grupo de mulheres são excluídas da sociedade por serem diferentes.
Ademais, a mídia é um dos fatores agravante desse revés, ao invés de orientar a população, faz é alienar mediante a conteúdos empobrecidos que não favorecem em nada, havendo uma certa romantização em favor de mães que não trabalham fora, como promoções de dias das mães em lojas, com utensílios eletrodomésticos em destaque. Nesse contexto, o filósofo economista Karl Marx afirma por meio de sua obra "O Capital" que o capitalismo só se importa com o crescimento econômico e não com quem está sendo prejudicado. Nesse cenário, as empresas só querem o dinheiro de mães que só se sentem validadas em datas comemorativas.
Destarte, é prescindível que medidas sejam tomadas para a resolução dessa invisibilidade de trabalho de cuidado das mulheres. Portanto, cabe ao Ministério da educação, responsável pela educação no país, realizar campanhas que acolham essas mulheres para que possam adquirir o mínimo de conhecimento educacional para tomar consciência e sair dessa zona apagada da sociedade e lutar por seus direitos. Ademais, é dever do governo federal garantir legislações a favor das mulheres que não tem trabalho remunerado, garantindo a sobrevivência destas. Por fim, com essas ações é possível garantir a lei de igualdade, orientando e abrindo a mente das mulheres.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Seja apoiador!
Comentários
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido

Fala, galera! Encontrei o https://www.brazino-777.[…]

A ciência e a tecnologia têm desempenhado um papel[…]

Legalização da Maconha

Legalização da maconha, Ordem ou Aceitação ? O […]

A série de televisão, da emissora Netflix, “Ginny […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Seu Cookie

O Corrija.com utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.