Avatar do usuário
Por vitor43443c
Quantidade de postagens
#125896
Em "Utopia" obra de Thomas More, é retratado um modelo de sociedade perfeita, livre de mazelas, e em completa harmonia. No entanto, ao observar a luta das mulheres no enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado no Brasil, observa-se uma oposição à obra de More, já que as mulheres estão cada vez mais se inserindo nesse campo de trabalho e contam com baixa remuneração. Diante disso, é inefável as faltas de medidas governamentais bem como a negligência estatal para resolução da problemática.

Em primeiro lugar, as faltas de medidas governamentais contam como fator primordial na luta das mulheres pela valorização do serviço de cuidadora. Sob esse viés, segundo John Locke é obrigação do estado garantir que os direitos básicos, como o trabalho, estejam assegurados. Entretanto, ao verificar o cenário da busca das mulheres pela valorização do serviço de cuidadora, tanto no âmbito da remuneração, como pela alta demanda de trabalho, aponta-se o oposto a fala de Locke, logo, é inadmissível tal cenário se perpetuar em pleno século XXI.

Ademais, a negligência estatal é um impulsionador para que problemas como este continuem a ser discutidos. Há milhares de anos fomentava-se o problema do Patriarcado, onde o homem era "Protagonista" dos trabalhos principais e as mulheres dos trabalhos domésticos, vê-se então, uma dívida histórica que se arrasta há séculos, que apesar do âmbito feminino está ganhando espaço, existem desafios que precisam ser superados. Sendo assim, é necessário estabelecer resoluções a fim desse problema.

Urge, portanto, que medidas sejam impostas para o trabalho de cuidadoras no Brasil. O governo federal, através do ministério do trabalho, deve viabilizar projetos, tais como uma remuneração digna, bem como a melhoria dos seus direitos, a fim de valorizar a profissão. Desse modo, só assim Brasil estaria menos distante da "Utopia" de More.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Seja apoiador!
Comentários
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido
Avatar do usuário
Por vitor43443c
Quantidade de postagens
#126171
@Katsmoking pode corrigir, por favor?
0
Avatar do usuário
Por Fortes
Tempo de Registro Quantidade de postagens Amigos Colecionador
#126208
Olá, @vitor43443c!

Segue avaliação:

C1: 160/200
C2: 200/200
C3: 120/200
C4: 160/200
C5: 200/200

Total: 840/1000

Expectativas para o Enem: 820-880.

Boa sorte e bom descanso! :)
0

A ciência e a tecnologia têm desempenhado um papel[…]

Legalização da Maconha

Legalização da maconha, Ordem ou Aceitação ? O […]

A série de televisão, da emissora Netflix, “Ginny […]

Desde a invenção, em 1862, o plástico se tornou mu[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Seu Cookie

O Corrija.com utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.