Avatar do usuário
Por ryanods
Quantidade de postagens
#124803
O artigo 5° da Constituição Federal de 1988 assegura os direitos e o bem-estar de toda população brasileira. Entretanto, verifica-se que este preceito é exercido na teoria e não desejavelmente na prática, já que o trabalho análogo ao escravo é uma problemática. Não só a persistência do preconceito aos negros, mas também o erro realizado pela nação verde-amarela no passado é um impasse.

Primeiramente, a luta contra o preconceito diante aos indivíduos de cor é frequente. Segundo o discurso de Martin Luther King – um ativista e pastor negro – chamado de “Eu tenho um sonho” é apresentada uma ideia antirracista, onde exprime um desejo harmônico entre pessoas brancas e pretas no futuro. Com isso, observa-se que mesmo com intervenções o racismo persiste. Um exemplo a ser utilizado é o caso do Vinícius Júnior – jogador da seleção brasileira – o qual sofreu vários ataques racistas durante alguns jogos no continente europeu.

Ademais, erros cometidos no passado são conservados até o futuro. Conforme o período colonial do Brasil, os donos de terra – que eram brancos – usavam a mão de obra africana sem remunerá-las. Dessa forma, nota-se que atualmente, mesmo com a abolição ada escravatura, há casos de trabalho escravo. Para exemplificar, no primeiro semestre de 2023, uma vinícola do Rio Grande do Sul foi flagrada praticando esse tipo de atividade ilegal.

Portanto, é visível que o trabalho análogo ao escravo é um estigma na sociedade. O MEC (Ministério da Educação), que atua nas escolas de todo o Brasil, poderia realizar palestras lúdicas em instituições escolares contra o racismo, com intuito de abranger todos os níveis escolares. Logo, as crianças e os adolescentes crescerão conscientizados e essa problemática irá desaparecer futuramente.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Seja apoiador!
Comentários
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido

Fala, galera! Encontrei o https://www.brazino-777.[…]

A ciência e a tecnologia têm desempenhado um papel[…]

Legalização da Maconha

Legalização da maconha, Ordem ou Aceitação ? O […]

A série de televisão, da emissora Netflix, “Ginny […]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Seu Cookie

O Corrija.com utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.