Avatar do usuário
Por carol034
Tempo de Registro Quantidade de postagens
#115655
A importância do tema discutido só pode ser compreendida se primeiro conseguirmos explicar o que significa "cultura afro-brasileira" e, assim, compreender sua relatividade e contribuição para o autoempoderamento do negro. A cultura em sua forma mais pura é um complexo de padrões que, quando conectados com o afro-brasil relevante, ou como diria Darcy Ribeiro, combinados com os componentes mais brasileiros de nossa nação, podem cumprir sua missão social que chegou até nós, desde a nossa fundação.
Do povo do Brasil e assim formando quem todos nós somos hoje, nem que fosse uma barragem. Continuando a se referir a Darcy Ribeiro nesta passagem, no capítulo que escreveu "Os Afro-brasileiros" do livro "O Povo Brasileiro", o conhecido autor nos infunde de muitas maneiras as contribuições daqueles que aqui foram escravizados. Entre elas está a difusão da língua portuguesa por toda a região e sua influência magistral nas áreas culturais mais concentradas, como o açúcar nordestino, deixando a região com um "delicioso caráter africano".
Portanto, a presença da cultura em questão é percebida como um movimento de desvalorização que tenta esconder ou apagar a beleza do afro-brasil. Um movimento de resistência que busca valorizar o que os pretos e pardos herdaram e construíram é uma mensagem de que a voz negra tem valor e não tem o que temer. Apesar de todas as dificuldades conhecidas. O falecido presidente americano JFK diria que “o conforto é o carcereiro da liberdade e o inimigo do crescimento” ou aqui equiparado à necessidade de todos serem cidadãos, ouvintes e propagadores da cultura afro. Como todos os outros são avaliados.
Em suma, como mencionado acima, é importante para todos nós o direito do artigo 5º da CF/88, de que a sociedade em geral conheça a cultura afro-brasileira por meio dos estudos, desde a educação básica e assim por toda a vida. Para tanto, o livro “O Povo Brasileiro” é uma importante ferramenta que o MEC pode incluir como material paradidático por meio dos recursos responsáveis ​​pelas atividades do Ministério. Isso garante o conhecimento adequado e a identificação do assunto relevante.
NOTA GERAL (USUÁRIOS)
Sem
nota
Pontuar redação
NOTA AUTOMÁTICA (IA)
Sem
nota
Seja apoiador!
Comentários
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da norma da língua escrita.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
Texto não corrigido
COMPETÊNCIA 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Texto não corrigido

No contexto atual do Brasil, muito se fala sobre c[…]

Desde a época da colonização e exploração das terr[…]

Intolerância religiosa

O artigo de número 5 da constituição garante a lib[…]

Dengue

A dengue vem aumentando casos gradualmente após ch[…]

Corrija seu texto agora mesmo, é de GRAÇA!

Seu Cookie

O Corrija.com utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência, de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.